Patrocínio

Post Top Ad

Destaques

Prefeitura de Foz promove força-tarefa em área de preservação ambiental


Equipes das Secretarias de Assistência Social, Meio Ambiente e Guarda Municipal, com apoio do Patronato Municipal, promoveram na manhã de sexta-feira (11) uma força-tarefa para revitalização de uma área de preservação ambiental no Parque Imperatriz, próximo ao CMEI Vitório Basso.


O terreno, situado na Rua Salvador, tornou-se ponto de dependentes químicos e tem sido alvo constante de descarte irregular de lixo. Ao todo, foram recolhidos 670 quilos de resíduos, entre rejeitos, orgânicos e recicláveis. O trabalho continuará na segunda-feira (14) com ações de roçada e de pica galho, com vistas a melhorar a visibilidade no trânsito. A Secretaria de Obras iniciará a implantação de cerca de 450 m² de calçada, além do plantio de uma faixa de grama em seu entorno. O terreno também está recebendo placas de orientação quanto ao descarte correto para cada tipo de resíduo.


Prioridade


A ação prioriza o acolhimento aos dependentes químicos com a oferta de serviços de assistência social e os respectivos encaminhamentos para a saúde e demais necessidades. Além desse trabalho, coordenado pelo serviço de abordagem social, as equipes do Meio Ambiente farão a limpeza do local, que virou um depósito de sujeira, causando degradação, em uma área de nascentes, e vários riscos à saúde pública.


De acordo com a chefe de Divisão de Limpeza Pública Urbana, Adriana Lopes, a situação no local é recorrente. “Essa é a quinta vez neste ano que estamos fazendo a ação nesta área, mas desta vez estamos com uma força-tarefa maior que prioriza o atendimento às pessoas que estão residindo no local”, explicou.


Calçadas


As melhorias atendem a um Termo de Compromisso efetuado pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente com uma empresa prestadora de serviço, a título de compensação. O primeiro termo já foi concluído com a construção de calçada em um trecho da Avenida Araucária, ponto de maior circulação de pessoas.


De acordo com o coordenador da Divisão de Licenciamento Ambiental da SMMA, Luis Carlos de Souza Guimarães, as melhorias na área e a implantação da calçada são fatores de prevenção ao descarte irregular. “Percebemos que com a construção da calçada e a preparação para finalizar o restante da quadra, já diminuiu significativamente o descarte irregular e melhorou a mobilidade das pessoas, principalmente as que utilizam o CMEI”, comentou.



Fonte: Assessoria

Postagens relacionadadas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar em nosso site, logo ele estará disponível para todos os usuários.

Patrocínio