Patrocínio

Post Top Ad

DesenvolvimentoDestaquesFronteiraPolítica

Bolsonaro concorda com reabertura da FRONTEIRA e cogita nova visita à fronteira.



Nesta quinta-feira (1º), em sua tradicional transmissão ao vivo pela internet, o presidente Jair Bolsonaro disse que está para se encontrar com o presidente do Paraguai, Mario Abdo Benítez, para debater a possível reabertura da Ponte da Amizade, na fronteira entre Foz do Iguaçu, no Brasil, e Ciudad Del Este, no país vizinho.

Ao lado do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, o presidente também voltou a comentar sobre as obras estruturantes financiadas pela Itaipu na região, sob a administração do diretor-geral brasileiro, general Joaquim Silva e Luna.

“Já sei qual é o assunto e de minha parte está ‘safo’. Nós vamos reabrir a Ponte da Amizade”, disse o presidente, referindo-se ao pedido de reunião com o presidente paraguaio, para em seguida perguntar ao ministro “o que mais está acontecendo na região”.

“Segunda ponte de Foz [Ponte da Integração Brasil – Paraguai] está 40% executada, fora a ampliação do Aeroporto de Foz do Iguaçu”, disse o ministro. “Foz do Iguaçu está bombando: 40% da obra executada, eles estão trabalhando em três turnos, é uma obra bonita de ver. Vale a pena”, concluiu Freitas. 

Bolsonaro disse que, em breve, pode voltar a se encontrar pessoalmente com o presidente Marito e incluir no roteiro uma visita ao canteiro de obras da Ponte da Integração Brasil – Paraguai, que está sendo construída na fronteira, conectando as cidades de Foz do Iguaçu e Presidente Franco.

“Vamos dar uma chegada lá?”, perguntou Bolsonaro ao ministro Freitas. “Quem sabe neste dia [da reunião com o presidente paraguaio] a gente vá na Ponte da Amizade para depois ir na outra ponte”, ressaltou o presidente.

Bolsonaro e Freitas destacaram o fato de a obra ser financiada pela Itaipu e a gestão do diretor-geral brasileiro, general Joaquim Silva e Luna, ex-ministro da Defesa do governo Temer.

Ambos também lembraram de outra ponte entre os dois países que também será bancada pela Itaipu, desta vez pelo lado paraguaio da empresa, entre Porto Murtinho, no Mato Grosso do Sul, a Carmelo Peralta, no Paraguai, atualmente em fase de execução do projeto executivo.

Antes da live, o presidente falou das negociações com o Paraguai sobre o uso do potencial do Lago de Itaipu para produzir tilápia e disse que “virá com o ministro Bento Albuquerque [Minas e Energia] para tratar sobre o tema”.

Postagens relacionadadas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar em nosso site, logo ele estará disponível para todos os usuários.

Patrocínio