Patrocínio

Post Top Ad

DestaquesSaúdeSegurança Pública

Prefeitura decreta emergência em FOZ por 30 dias!


Só funcionarão os serviços essenciais. Segundo o decreto está proibido FESTAS, AGLOMERAÇÕES DE PESSOAS E DEMAIS ATIVIDADES.  Em nota a prefeitura também explica sobre as linhas de emergência.

*Município decreta situação de emergência e amplia medidas de enfrentamento ao coronavírus*

_Prefeitura garante funcionamento dos supermercados, postos de combustíveis e farmácias; Comércio e shoppings estarão fechados a partir de amanhã (20)_

O município de Foz do Iguaçu decretou situação de emergência nesta quinta-feira (19) e ampliou as medidas de enfrentamento ao Coronavírus. As novas ações foram adotadas após a confirmação do primeiro caso da doença no município, nesta quarta-feira (18). 

Em razão da situação de emergência, fica autorizada a dispensa temporária de licitação para aquisição de bens e serviços, o que possibilita ao município comprar de forma mais rápida equipamentos médicos. O decreto nº 27.980 tem validade por 30 dias, mas pode ser prorrogado de acordo com o quadro evolutivo da doença na cidade. 

*Serviços suspensos*
Para resguardar o interesse da coletividade e a saúde pública, a partir desta sexta-feira (20) fica determinado o fechamento de shopping centers, lojas comerciais e comércio em geral. Estão suspensas também atividades em bares, cinemas, museus e teatro, serviços de organização de feiras, congressos, exposição e festas, clubes, associações recreativas, áreas comuns, piscinas e academias em condomínio. Os condomínios residenciais ou empresariais estão proibidos de ceder os espaços sociais/comunitários, denominados de salão de festas, para qualquer tipo de atividade dos moradores.

*Serviços mantidos*
Os serviços considerados essenciais serão mantidos, como mercados, supermercados, casas lotéricas, instituições financeiras, farmácias, panificadoras, postos de combustíveis, distribuidoras de água e gás, serviços funerários e clínicas veterinárias. Também serão mantidas as atividades essenciais relacionadas aos serviços de saúde pública e privada de urgência e emergência, e internação aos pacientes.

As empresas concessionárias do serviço público de transporte coletivo no Município devem limitar a quantidade de usuários ao número de assentos disponíveis, para evitar a aglomeração de pessoas. 
Para as atividades essenciais deverá o estabelecimento limitar a venda de mercadorias de forma a impedir a formação de estoque por parte do consumidor, prejudicando a coletividade. Padarias e restaurantes poderão manter o atendimento, desde que atendam as restrições sanitárias que incluem higienização dos espaços e distância mínima de dois metros entre os usuários. Está permitida também a entrega de produtos ou alimentos direto ao consumidor, na forma de delivery. Forças de segurança, incluindo a Polícia Civil, Militar e Guarda Municipal vão reforçar a segurança nos ambientes abertos. 

* Higiene *
As empresas que se mantiverem abertas devem adotar medidas emergenciais de higienização em todos os equipamentos utilizados e compartilhados pelos cidadãos, mantendo ambientes arejados e estabelecendo formas de controle no distanciamento entre pessoas, bem como a fixação de cartazes que promovam orientações básicas quanto aos cuidados de prevenção e higiene. Cada estabelecimento deverá disponibilizar responsáveis na entrada e dependências para monitorar o cumprimento das normas de higiene.



Veja mais na live feita aqui.


Postagens relacionadadas

2 comentários:

Obrigado por comentar em nosso site, logo ele estará disponível para todos os usuários.

Patrocínio