Trending

Sustentabilidade: Prefeitura de Foz elabora plano para transformar resíduos do município em energia sustentável



Ampliar a sustentabilidade socioambiental em toda a cidade está entre as prioridades da Prefeitura de Foz do Iguaçu. Na quinta-feira (5) o prefeito Chico Brasileiro, o vice-prefeito delegado Francisco Sampaio e as secretárias de Meio Ambiente, Ângela Meira, e Educação, Maria Justina, visitaram a estrutura do CIBiogás (Centro Internacional de Energias Renováveis) para conhecer a unidade e tratar possibilidades de novas parcerias para ampliar o  programa de gestão de resíduos do Município.


A comitiva da Prefeitura visitou a Unidade de Demonstração de Biogás e Biometano (UD Itaipu), que fica dentro da Itaipu Binacional, a primeira planta energética do Brasil a utilizar como matéria-prima uma mistura de esgoto, restos orgânicos de restaurantes e poda de grama. 


Além da parceria com a Itaipu Binacional para a gestão de resíduos recicláveis, iniciada em 2017, o Município articula um projeto desde o ano passado para estudo de aproveitamento do gás metano produzido no aterro sanitário.  


O convênio, por meio da Itaipu Binacional, que inclui o CIBiogás,  está em fase de elaboração e visa o melhor uso do aproveitamento energético do biogás que é produzido pela degradação dos resíduos e convertido em energia. 


“Vemos muitos projetos como esses fora do Brasil e achamos impressionantes, mas saber que temos algo dessa magnitude aqui em Foz, sendo desenvolvido e testado por profissionais capacitados, demonstra que o nosso Município pode também estabelecer um padrão de sustentabilidade modelo para os próximos anos”, afirmou o prefeito Chico Brasileiro. 


“Aqui na UD criamos um ambiente de testes e resultados, onde mostramos que é possível construir um mundo com mais sustentabilidade, reaproveitando materiais que muitos julgam sem utilidade. Cada passo que damos é um avanço para o País”, ressaltou Rafael González, diretor-presidente do CIBiogás. 


“Nossa equipe estuda todas as possibilidades para aplicar projetos inovadores e úteis em nossa cidade. Olhar exemplos que deram certo e replicá-los é essencial para termos sucesso em planejamentos. Queremos transformar um município que já é exemplo para o turismo em exemplo também de sustentabilidade”, comentou a secretária de Meio Ambiente, Angela Meira.


Uso do biogás em escolas da rede pública


Outra ação que está sendo analisada pela prefeitura é a instalação de biodigestores domésticos em escolas da rede municipal de ensino. Os biodigestores são tanques que recebem os resíduos orgânicos gerados durante o processo da alimentação escolar, desde a produção até o consumo pelos alunos. 


Os equipamentos podem receber até 10 kg de resíduos por dia, os quais são transformados em gás combustível, que podem ser utilizado pelas cozinhas e substituir o uso do gás comum e também em fertilizante líquido, para enriquecer as áreas verdes da unidade escolar, hortas e jardins. 


“Veremos a possibilidade de transformar esse projeto em algo real. Além de gerar economia, fortalecerá o trabalho já feito com os pequenos, sobre a importância da sustentabilidade e da construção de um mundo melhor”, disse a secretária de Educação, Maria Justina.


“Com esforço coletivo, união e trabalho firme podemos comemorar os avanços ambientais de nossa cidade. Se o exemplo começar por nós, com certeza a nossa população também ficará interessada”, destacou o vice-prefeito, delegado Francisco Sampaio.

Fonte: Assessoria

PATROCÍNIO https://agenciacrow.com.br/img/agcrow.gif

Postar um comentário

Obrigado por comentar em nosso site, logo ele estará disponível para todos os usuários.

Postagem Anterior Próxima Postagem
header ads
header ads
header ads