Patrocínio

Post Top Ad

DestaquesFronteira

Ciudad del Este entra em alerta vermelho com novas restrições na pandemia


A partir desta segunda-feira (15), novas medidas de quarentena entram em vigor em 23 cidades do Paraguai que possuem um alerta de saúde vermelho, devido ao alto número de infecções com Covid-19. O Decreto nº 4989 é válido até 4 de abril. Ciudad del Este, fronteira com Foz do Iguaçu é uma dessas cidades.

As principais medidas são a suspensão das aulas presenciais e a restrição da circulação de pessoas entre as 20h e as 5h. Ambas as medidas entrarão em vigor a partir de quinta-feira, dia 18, mas a partir desta segunda-feira, entretanto, a prática de esportes amadores e de contato estará suspensa e os serviços essenciais serão aplicados até às 13h no setor público.


As cidades onde será implementada a suspensão das aulas e a circulação restrita são: Assunção, Luque, Lambaré, San Lorenzo, Fernando de la Mora, Mariano Roque Alonso, Ñemby, Villa Elisa e Guarambaré no departamento Central.


Outras cidades do país com restrições serão Ciudad del Este, Encarnación, Fram, Hohenau, Coronel Bogado, Ayolas, Caacupé, Caazapá, Caraguatay, Paraguarí, Pilar, San Bernardino, San Juan Bautista e Villarrica.


Nesses pontos, serão realizados controles policiais e militares e permitida a circulação para atividades essenciais, enquanto os eventos sociais serão suspensos e a atividade das casas noturnas restrita a partir das 20h.


Situação epidemiológica


O ministro da Saúde, do Paraguai, Júlio Borba, alertou que os serviços de saúde estão lotados e os leitos de terapia intensiva estão 100% ocupados nos setores público e privado.


Ele também destacou que a última semana encerrou com um número recorde de casos, cerca de 12 mil, três mil a mais que na semana anterior. Isso implica que um número maior de pessoas necessite de algum tipo de internação ou atenção nos serviços de saúde, que estão recebendo muita sobrecarga.


Ele acrescentou que as medidas se estendem até 4 de abril, porém as medidas podem ser modificadas durante este período de 15 dias.


Porém, para a Páscoa, maiores restrições são avaliadas levando-se em consideração a possibilidade de viagens e os riscos de dispersão.


O anúncio do novo decreto foi feito na noite de domingo (14), pelo ministro Borba, acompanhado do ministro do Interior, Arnaldo Guizzio, e da educação, Juan Manuel Brunetti.



Fonte: Portal da Cidade com La Clave

Postagens relacionadadas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar em nosso site, logo ele estará disponível para todos os usuários.

Patrocínio