Servidores da Educação recebem materiais de apoio e EPIs para a volta às aulas


A Secretaria Municipal de Educação distribuiu mais de 3 mil kits com materiais de apoio e equipamentos de proteção individual (EPIs) aos servidores das 50 escolas e 42 Centros Municipais de Educação Infantil (CMEIs) de Foz do Iguaçu. Além de garantir a segurança dos professores, secretários e agentes de apoio, os materiais auxiliam no retorno às aulas presenciais, previsto para o dia 1º de março. 

Cada servidor recebeu uma mochila personalizada, agenda, máscaras e protetores faciais. Nos próximos dias também serão entregues os jalecos, de uso obrigatório pela equipe pedagógica. 


“Nosso profissionais da educação estão empenhados em organizar este retorno com todo cuidado e a segurança necessária. Estamos muito felizes com esta nova etapa e ansiosos para receber os alunos”, comentou a secretária de educação, Maria Justina da Silva. 


A entrega dos materiais faz parte do Protocolo Sanitário, Administrativo e Pedagógico, que considera as medidas de enfrentamento à pandemia do novo Coronavírus e a necessidade de cumprimento das 800 horas letivas anuais previstas na Lei de Diretrizes e Bases da Educação – LDB n° 9.394/1996.


Cada unidade escolar também recebeu um recurso emergencial do Governo Federal para as rotinas de higienização e desinfecção, incluindo a compra de álcool em gel e máscaras para aquelas crianças que não puderem dispor do equipamento de proteção. 


O protocolo a ser seguido prevê o uso obrigatório de máscaras para todos os alunos, devendo ser trocadas a cada 2 horas; espaçamento de 1,5 metros entre as carteiras; revezamento dos horários de entrada, saída, recreação e alimentação; higienização e aferição de temperatura na entrada da escola e implantação de tapetes sanitizantes para limpeza dos calçados, entre outras medidas. 


Retorno


Uma pesquisa está sendo feita com os pais sobre o retorno às aulas e, embora o levantamento não esteja concluído, a probabilidade é que a maioria opte pelo formato presencial. 


Desta forma, cada unidade escolar irá organizar os espaços conforme as determinações do protocolo. “Algumas escolas, dependendo do número de alunos, podem ter aulas todos os dias. Já outras menores podem ter que fazer um revezamento semanal, ou seja, uma semana o aluno fica no presencial e na outra realiza as atividades em casa”, explicou Eliziane Diesel, diretora de ensino fundamental. Os pais que optarem pelas aulas remotas deverão buscar as atividades semanalmente na escola e levar o filho para a avaliação presencial.


Fonte: Assessoria

Postar um comentário

0 Comentários