Guardas municipais de Foz do Iguaçu recebem credenciamento da Polícia Federal para instrução de armamento e tiro



A Guarda Municipal de Foz do Iguaçu possui agora dois instrutores de armamento e tiro credenciados pela Polícia Federal. Os agentes da corporação foram aprovados na prova aplicada pela PF entre os dias 20 a 22 de julho, em Curitiba, que contou com a participação de mais de 300 inscritos, mas com apenas 80 aprovados. 


Com o credenciamento, que tem vigência de quatro anos, Giovani Langwinski e Eliane Cristina Duarte, tornaram-se os primeiros guardas do efetivo com a habilitação e podem, além de ministrar instruções, aplicar provas e emitir laudos de capacidade técnica para aquisição e porte de arma de fogo. 


O secretário de Segurança Pública, Reginaldo Silva, relembra que a Guarda Municipal de Foz do Iguaçu é apta a utilizar armas de fogo por cumprir todos os regulamentos vigentes no Estatuto do Desarmamento. Anualmente, a corporação passa por uma capacitação de 80h relativa ao uso de armamentos, com a presença de instrutores, além de avaliações psicológicas.


“Ter instrutores com esse credenciamento em nossa cidade é uma grande conquista, para valorizar ainda mais a nossa equipe e posicioná-la cada vez como uma das melhores do Paraná”, destacou o secretário. 


A subinspetora Cristina Duarte destaca também que essa qualificação vai possibilitar que a Guarda Municipal faça as capacitações anuais de forma independente, sem o acompanhamento de outros órgãos de segurança.


“Estávamos precisando de agentes com essa formação aqui em Foz. Abrimos um leque muito maior, tanto para formação continuada dos nossos guardas, como instruções aos novos guardas de um futuro concurso”, disse a subinspetora.


O guarda municipal Langwinski pontuou que o curso acontece somente a cada três anos, dividido por estado, e abrange diversas áreas relevantes para o setor, o que torna a habilitação ainda mais completa.  


“Foi uma prova muito difícil por conta das várias etapas e processos para obter a certificação, como provas teóricas, práticas de tiro, desmontagem e montagem de armas, avaliação oral e simulação de comando de linha de tiro. Recebemos todo o apoio da Prefeitura para ir até o curso e conseguir a aprovação e tornamos a corporação muito mais completa diante da Polícia Federal”, disse Giovani.


Fonte: Assessoria

Foto: Christian Rizzi/PMFI


PATROCÍNIO https://agenciacrow.com.br/img/agcrow.gif

Postar um comentário

0 Comentários