Patrocínio

Post Top Ad

Destaques

Foz está entre as dez cidades mais rápidas do país para abertura de empresas


Foz do Iguaçu é a oitava cidade do país, fora das capitais, mais rápida na abertura de empresas, com uma média de 3 horas e 12 minutos para o processo. O balanço é do Mapa de Empresas do Ministério da Economia, divulgado no começo de fevereiro, e faz referência ao terceiro quadrimestre de 2020. 


De acordo com o relatório, o Paraná é um dos três estados em que o empreendedor leva menos tempo para abrir uma empresa, uma média de 1 dia e 6 horas. Em termos de viabilidade, o Paraná tem cinco das dez cidades com menor tempo: Sarandi é destaque nacional, em primeiro lugar, com 53 minutos, em média. Cianorte (4ª), Curitiba (5ª), Cascavel (7ª) e Foz do Iguaçu (8ª) completam a lista. Os outros cinco municípios são paulistas.


Para a secretária da Fazenda, Salete Horst, o resultado é fruto de um trabalho conjunto entre a Prefeitura de Foz do Iguaçu e o Sebrae em programas de incentivo, como é o caso do Destrava Foz, que desburocratizou o processo de abertura de empresas. 


“O município está muito orgulhoso deste trabalho que vem sendo realizado desde 2018 com o aval do prefeito Chico Brasileiro. Esse salto foi possível porque a Prefeitura fechou uma parceria importantíssima com o Sebrae, que disponibilizou técnicos para auxiliar no fluxo dos processos, análise e alterações nas legislações. Além disso, tivemos uma grande parceria dos contadores, empresários e também dos servidores das secretarias envolvidas”, pontuou. 


Atualmente todo o processo é feito de forma eletrônica, até mesmo para consultas prévias, pelas quais empresários de outras cidades conseguem analisar a disponibilidade de local e a documentação necessária para abertura de empresa. Com as novas tecnologias, foi possível ampliar em 15% o número de empresas abertas em Foz no último ano. Em 2019, foram 2.678 novas inscrições, enquanto 2020 fechou com 3.097 empresas. 


Destrava Foz 


A nova fase do programa Destrava Foz, prevista para as próximas semanas, vai permitir acelerar ainda mais o tempo para abertura de empresas. “Nesta segunda fase está prevista uma simplificação maior quanto à abertura de empresas, mudança no procedimento e uma melhoria na legislação do município. Vai permitir, na prática, que o empresário tenha maior liberdade para empreender, sem deixar de lado as exigências. Facilitará para todas as empresas, seja ela pequena ou grande”, explicou o consultor do Sebrae, Luiz Marcelo Padilha. 


Paraná 


O Estado reduziu em 2 dias e 8 horas o tempo de abertura de empresas em relação ao segundo quadrimestre de 2020. Somente o tempo relativo à etapa de registro reduziu 73,1%, resultado das ações que agilizaram as análises empenhadas pela Junta Comercial (Jucepar).  A diferença é de apenas 4 horas em relação a Goiás e de 1 hora na comparação com Sergipe, que lideram o ranking. 


Fonte: Assessoria

Postagens relacionadadas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar em nosso site, logo ele estará disponível para todos os usuários.

Patrocínio