Patrocínio

Post Top Ad

Destaques

Foz Conhecendo Foz já atendeu 620 moradores com passeios turísticos gratuitos


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) iniciou nesta sexta-feira (12) a Operação Carnaval 2021, nas vias federais do Paraná, com duração prevista até a próxima quarta (17).

O procedimento é parte da Operação Rodovida 2020/2021, integrada pelos Ministérios da Justiça, Infraestrutura, Saúde e Educação, bem como órgãos fiscalizadores, em nível federal, estadual, distrital e municipal, tendo como objetivo a promoção da redução da violência no trânsito, e os custos sociais decorrentes, por meio de ações temáticas nas rodovias.


No Paraná, a previsão é de um grande fluxo de deslocamentos, seja em direção ao litoral paranaense ou catarinense, seja aos polos turísticos tradicionais do estado, como Foz do Iguaçu, Lago de Itaipu, rio Paraná e Campos Gerais.


A PRF informa que vai atuar com base nos estudos de acidentalidade, desenvolvidos para identificar locais e trechos estatisticamente perigosos, de modo a prevenir a ocorrência de acidentes.


Condutas de risco de condutores imprudentes, como ultrapassagem indevida, embriaguez ao volante, não utilização do cinto de segurança, transporte inadequado de crianças, falta de uso do capacete, excesso de velocidade e utilização do telefone celular serão os principais alvos da fiscalização.


O enfrentamento à criminalidade também será intensificado com a estratégia de negar o uso da logística nacional, por intermédio de uma repressão qualificada orientada pela inteligência, incremento de tecnologia e expertise policial, repercutindo na asfixia estrutural das associações e organizações criminosas. Em caso de emergências, o telefone para contato com a PRF é o 191.



Fonte: AssessoriaEm menos de um mês de funcionamento, o Programa Foz Conhecendo Foz já realizou 162 passeios turísticos para 620 moradores de diversas regiões da cidade. O relatório apresentado pela Secretaria Municipal de Turismo e Projetos Estratégicos corresponde ao período de 16 de janeiro a 10 de fevereiro. 


Voltado ao resgate socioeconômico e ao fortalecimento do turismo, o programa contempla a geração de renda para guias e transportadores turísticos e escolares que tiveram suas atividades impactadas pela pandemia da Covid-19. Ao mesmo tempo, proporciona aos moradores de Foz experiências como àquelas que os turistas apreciam ao visitar a cidade.


Conforme o relatório, moradores do Centro e da Vila C foram os que mais procuraram o programa, com 27 e 26 atendimentos, respectivamente. Em seguida aparecem moradores do Porto Meira (24), Três Lagoas (19) e Morumbi (18). Também constam na relação passeios ofertados aos moradores da KLP, Parque Imperatriz, Campos do Iguaçu, Carimã, Jardim São Paulo, Vila Portes e Jardim América. 


O maior número de passeios foi para o Parque Nacional do Iguaçu (84), seguido da Itaipu Binacional (48) e Marco das Três Fronteiras (30). 


“O programa está sendo um sucesso e atendendo ao propósito de contribuir com um grupo de trabalhadores duramente impactados pela pandemia. Por outro lado, a comunidade está podendo conhecer ainda mais a cidade e seus atrativos, vistos por turistas do mundo todo. Queremos cada vez mais envolver a comunidade com o seu patrimônio turístico, histórico e cultural”, comentou o prefeito Chico Brasileiro. 


Segundo o secretário de turismo Paulo Angeli, o programa já está sendo visto como modelo por outros municípios. “A Confederação Nacional dos Municípios já nos procurou para pedir informações sobre o Foz Conhecendo Foz e isso é motivo de orgulho para a cidade”, comentou. 


Os passeios são gratuitos, ofertados em parceria com os atrativos. Para agendar a visita, o morador deve ligar para o 156, de segunda a sexta-feira, das 8h00 às 14 horas. São disponibilizados passeios para o Parque Nacional do Iguaçu, Marco das Três Fronteiras, Itaipu e Ecomuseu. Atualmente 133 motoristas e 180 guias estão prestando serviços ao programa. 


Impressões


Alice Filipus e o marido, André, foram com os dois filhos até o Parque Nacional do Iguaçu no início de fevereiro. Apesar de viver em Foz do Iguaçu, o casal não visitava as Cataratas há muitos anos. “Me surpreendi, está bem diferente do que a gente imaginava. Dá uma sensação de que perdemos muita coisa não vindo antes”, disse André. O passeio da família foi acompanhado pelo guia Valter Moraes, que comemorou a volta das atividades. “Esse projeto veio para nos dar uma injeção de ânimo, porque nós, do turismo, estávamos sem renda nenhuma”, contou.


O Foz Conhecendo Foz é uma iniciativa da Prefeitura Municipal de Foz do Iguaçu  com apoio da Câmara Municipal e das categorias representativas, como a Liga Independente dos Guias de Turismo de Foz do Iguaçu (Liguia), Cooperativa de Transporte e Turismo Alternativo (CootraFoz), Sindicato dos Proprietários de Veículos no Transporte Escolar Foz do Iguaçu (Sinprovete); e parceria com as instituições responsáveis pelos atrativos - Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Itaipu Binacional e Cataratas do Iguaçu S/A.


Fonte: Assessoria

Postagens relacionadadas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar em nosso site, logo ele estará disponível para todos os usuários.

Patrocínio