Patrocínio

Post Top Ad

Lazer

Feira Internacional do Livro entra no calendário oficial de Foz do Iguaçu


Depois de anos de sucesso, chegando a atrair um público de 60 mil pessoas, e de passar por momentos de incertezas, mesmo antes da pandemia, a Feira Internacional do Livro de Foz do Iguaçu volta à pauta da Câmara de Vereadores e pode receber, além de apoio e emendas no orçamento, uma nova data.


A iniciativa foi dos vereadores Adnan El Sayed e Kalito, ambos do PSD, depois de discussões com livreiros, e prevê a primeira quinzena de setembro para a realização do evento.


Uma Lei de 2009, de autoria do ex-vereador e atual secretário de administração, Nilton Bobato, definia o primeiro semestre do ano como época para o evento, o que gerou críticas por parte do setor do livro e da literatura.


Segundo os parlamentares autores do novo projeto, a escolha da primeira quinzena de setembro foi feita a partir de uma demanda trazida por livreiros e produtores culturais. "É um período de pré temporada para o turismo, ampliando as possibilidades para quem visita a cidade nessa época e por englobar o feriado de 7 de setembro, permitindo a maior participação da população.", afirmaram na justificativa apresentada à Câmara. E complementaram, destacando o caráter simbólico do evento: "a Feira Internacional do Livro já é um patrimônio imaterial da cultura da cidade, merecendo destaque, prestígio e a garantia de continuidade.".


Além disso, os vereadores querem, num segundo momento, debater com os interessados no evento questões como o local de realização da Feira e o modelo de financiamento, comissão organizadora e participação do Poder Público.


Leia na íntegra a justificativa apresentada por Adnan e Kalito:


Considerando a importância da Feira Internacional do Livro de Foz do Iguaçu, tendo sido realizadas 15 edições, no fomento, divulgação e democratização do livro, da leitura e da literatura em nossa cidade.


Considerando também a relevância de um espaço público, aberto e plural para a comercialização de livros e de produtos ligados ao mercado editorial de língua portuguesa e estrangeira.


Considerando ainda a vocação turística da cidade, sendo o Calendário levado para o mundo todo que visita Foz do Iguaçu.


Considerando também o esforço do Poder Público Municipal nos últimos anos, em especial da Fundação Cultural, de organizar o evento e do Núcleo de Livrarias e Sebos da ACIFI em atuar ativamente na atividade, bem como o valor do evento para milhares de pessoas em Foz do Iguaçu.


Considerando ser também a primeira quinzena uma época relevante para tal evento por:

1- ser um período de pré temporada para o turismo, ampliando as possibilidades para quem visita a cidade nessa época;

2- englobar o feriado de 7 de setembro, permitindo a maior participação da população e;

3- atendendo uma demanda (por esse período) trazida por livreiros e produtores culturais.


E considerando, por fim, que a Feira Internacional do Livro já é um patrimônio imaterial da cultura da cidade, merecendo destaque, prestígio e a garantia de continuidade.


Apresentamos a presente proposta para apreciação desta Casa de Leis e, aprovado, para sanção do Executivo.



Postagens relacionadadas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar em nosso site, logo ele estará disponível para todos os usuários.

Patrocínio