Patrocínio

Post Top Ad

Segurança Pública

Ex-braço direito do narcotraficante Pavão é assassinado em presídio em Ciudad del Este




Foi executado nesta terça-feira (27) no presídio de Ciudad del Leste, no Paraguai, o ex-braço direito do narcotraficante Jarvis Pavão, Àngel Tranquilino Gimenez. Ele havia sido transferido a uma semana para a penitenciária.

A execução de Gimenez aconteceu por volta das 14 horas desta terça (27), quando ele foi levado de um pavilhão a outro por detentos sendo executado. A polícia Paraguai foi chamada em seguida aos fatos.

Segundo o site ABC Color, o advogado de Gimenez, Corvalan, havia pedido medidas de segurança para ele devido a grupos rivais de Jarvis Pavão presos na penitenciária. Antes de sua transferência, Gimenez estava no setor ‘Vip’ da penitenciária de San Pedro. O setor foi descoberto depois do massacre, que aconteceu no dia 16 de junho entre a guerra do Clã Rotela e da facção criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital).


Pavão
Jarvis Gimenes Pavão é apontado como um dos maiores fornecedores de cocaína do Brasil e está cumprindo a pena de 17 anos e 8 meses de prisão por tráfico de drogas e lavagem de dinheiro no presídio federal de Mossoró, no Rio Grande do Norte.

No ano passado ele teve uma nova condenação, desta vez por por tráfico internacional de drogas. Na nova sentença, o traficante foi condenado a 10 anos e 9 meses de reclusão pela 5ª Vara Federal de Caixas do Sul.
Pavão foi um dos investigados pela morte do traficante Jorge Rafaat, em junho de 2016, em Pedro Juan Caballero, que faz fronteira com Ponta Porã. A morte foi causada por disputa pelo controle da venda e produção de drogas na região.

Fonte: Midiamax

Postagens relacionadadas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado por comentar em nosso site, logo ele estará disponível para todos os usuários.

Patrocínio